Livro de visitas

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Deixe aqui o seu recado. Idéias, sugestões de temas a serem abordados, críticas ou um simples oi.

A casa é sua, entre e tecle a vontade.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

35 ideias sobre “Livro de visitas

  1. CARO FERRARI, EMBORA CONVIVENDO COM VOCÊ NAS REUNIÕES DO CNAS O FATO DE TER NAVEGADO NO SEU BLOG, PERMITIU-ME ADENTRAR UM POUCO MAIS NA RIQUEZA DA SUA PERSONALIDADE, SUAS IDÉIAS, SUAS LUTAS.
    QUE VOCÊ POSSA CONTINUAR HUMILDE, SEM A OSTENTAÇÃO TOLA DOS PSEUDOSÁBIOS.
    APRECIEI MUITO SEU BLOG PELA RIQUEZA DA SUA ALMA.
    FORTE ABRAÇO.
    CLODOALDO
    EM TEMPO: QUANTO ÀS FOTOS NO SEU BLOG, SUGIRO QUE ALÉM DAS CIRCUNSTÂNCIAS EM QUE ELAS OCORRERAM QUE VOCÊ NOMEIE TODAS AS PESSOAS QUE APARECEM. PROVAVELMENTE – DEPENDENDO DA FOTO – TEM GENTE QUE NÃO SABE QUEM É VOCê.

  2. Ferrari, quando abri o seu blog, fiquei encantada, li essa Eu e as latas, e te digo que estou descobrindo no dia a dia as dificuldades e fico brava com a ignorância. Como se não temos as mesmas necessidades dos ditos “normais”. Vou acompanhar o seu blog, e aprender muito. Só não repare que estou no b a ba da informática. Sou curiosa e aos tranco e barranco vou aprendendo.Por isso não repare ok. E ficarei muito feliz em poder contar com sua valiosa colaboração no meu blog. Obrigada.

  3. Ferrari, visitei seu blog e gostei muito de seus artigos. Seu blog certamente atingirá o objetivo, que desperte o senso de cidadania nas pessoas e que passem a ver os deficientes de outra forma, como cidadãos. parabéns por sua iniciativa.

  4. Ferrari,
    mei o seu blog. Estou encantada com os artigos, ou melhor as belas cronicas que eu li. Eu e as latas é uma lição de acessibilidade. Creio que agora teremos a oportunidade única de debater questões vitais para a construção de uma sociedade mais justa e igualitária de forma harmoniosa e bela como a cronica Eu e as latas. Vou divulgar o seu blog e torço para que seja cada vez mais visitado.
    Na oportunidade peço-lhe dizer-me a máquina perkins braille é ainda necessária ou não. Tenho um amigo o Mário que me passou um texto em que ele considera indispensável que jovens tenham esta máquina em casa. Outra amiga a janaina disse que na era do computador ela não se faz mais necessária. O que voce me diz sobre isto.
    Beijos Dolores

  5. Oi Dolores seja bem vinda a esse espaço. Mais do que uma alegria é uma honra tela conosco. Quanto a sua pergunta, não tenho dúvidas em afirmar que o braille sempre será fundamental. A informática provocou uma revolução nas vidas da pessoa cega, por outro lado nunca teve a pretenção e nem a condição de substituir a leitura e a escrita Braille. Infelizmente o Braille ainda é caro, talvez por conta disso alguns o ataque para não precisar gastar com investimentos nesse sistema. Só o Braille permite que o leitor ou escritor cego tenha contato com a escrita e leitura no campo da materialidade.

    Grande Abraço

  6. Ferrari, sobre a acessibilidade, em questão falaste da bíblia falada. Eu adentrei nesse tipo de leitura então dei o nome de LOUVIR (lendo com os ouvido) assim estou louvindo alguns livros, são poucos, então esbarro no: clic aqui e adquira. Pensei em aprender o braille, mas também reparei que mesmo nas instituições de cegos, me parece que tem preconceito, ou quem sabe preferenciais as pessoas que já estão cegas ou as mais jovens. Sinto como por estar já para lá da curva, não tenho o direito de de me instruir com o Braille.

  7. Carlão, sempre foi chamado por mim assim admiro muito vc, esse espaço é maravilhoso só em pensar que nele tenho oportunidade de conhecer e saber mais do que anda acontecendo,olha continue nessa que só assim teremos um mundo melhor. Adoro vc !!! não preciso dizer pois sei que vc sabe bem. Sussesso ontem hoje e sempre.Renata Xavier ex e eterna ABDC ops!!! CBDC.

  8. Ferrari, gosti muito do seu texto Nó e a faca, e no texto a compração com a palavra cega/ cego. um adjetivo carregado de negatividades e que a pessoa acaba se confundindo, criando receios até mesmo em relação aos cegos como deficientes visuais. Sou Psicologa e trabalho na APAE-BH e é impressionante como as pessoas possuem dificuldades de tratar todas as deficiencias no geral, e acabam criando termos pejorativos que acabam piorado o quadro de cada um. Aleijado, bobo, mongoloide, etc.
    Abraços Patricia.

  9. Caro sr>Ferrari,fiquei muito feliz quando soube deste blog atraves de uma amiga.Sou avó de uma das crianças da AVAPE,e sou apaixonada pelo trabalho que ali se realiza.O motivo de estar deixando este recado é para alem de lhe dar os parabens pelo seu trabalho realizado,pedir por gentileza,um selinho do emblema,/ Eu tenho a AVAPE no coração/,para que eu possa estar colocando em meu singelo bloguinho.Caso não tenha se posso criar um para ali estar colocando.Um grande abraço e mais uma vez meus parabens e meu muito Obrigado.

  10. Bom dia querido, apesar de nunca comentar, estou sempre acompanhando teu blog e adoro teus artigos. Nunca deixe de escrever e principalmente de publicar. Um abraço!

  11. Bom dia Carlos!
    Sou estudante do 5ºsemestre de Pedagogia e cheguei até o senhor por indicação de uma amiga minha que trabalha com sua esposa. Uma das disciplinas que estudo na faculdade é Pedagogia Inclusiva na qual estudamos a inclusão do Negro, do Pobre, da Mulher, do Idoso, das pessoas com vários tipos de deficiências na sociedade. Gostaria de convidá-lo para realizarmos, em minha classe, uma breve discussão sobre a inclusão do Deficiente Visual na sociedade. Visitei seu blog, conheci um pouco sua história, sua vida e acredito que sendo essa pessoa tão especial poderia acrescentar muito em nossos estudos a respeito, afinal o senhor também é professor!
    Sei que sua agenda já é bastante cheia,mas decidi tentar.
    Deixo meu e-mail e aguardo resposta anciosa.
    Muito Obrigada!!!

  12. Ferrari,
    Gostei bastante do teu blog e da tua atuação na VII Conferência Nacional de Assistência Social.
    Eu tenho uma deficiência que talvez você não conheça, pois é complexa, chamada síndrome dol escrivão ou cãimbra do escrivão.
    Coloquei um link do teu blog no meu blog do msn: divanpessoa.spaces.live.com
    Um abraço,

    Divanicio Pessoa

  13. Ferrari,
    Que delícia voce pensar assim ao meu respeito. Lutando para que todas as pessoas humanas tnham a chance de participar e viver plenamente. Deficiência não é impedimento. Preconceito sim. Falta de meios facilitadores e oportunizadores do nosso agir e ser humanos é a verdadeira exclusão. Assim,aociedade inclusiva é a sociedade que se organiza para todos e não impõe verdades únicas. Facilita, favorece,garante a convivência.
    Nos seus textos eu me redescubro praticando sociedade inclusiva. Agradecida. Dolores

  14. Boa tarde Ferrari, li sua mensagem no meu blog sobre entrevista que dei ao Milton Jung. Gostaria de conversar com você sobre o livro Sem Remetente. Meu livro anterior, sobre personagens anônimos de São Paulo, tem a história de uma deficiente visual chamada Sibele que trabalha na radiografia do HC há mais de 20 anos. Eu tenho muita vontade de gravar um audiolivro para que minhas histórias possas ser ouvidas por quem não tm acesso ao braile.
    Peço que mande um e-mail para podermos conversar sobre o livro. Li alguns posts do seu blog e gostei muito!
    abraços
    Neta

  15. Caro Ferrari

    Tive a oportunidade e a felicidade de conviver e ainda convivo com essa pessoa fantástica chamada Dolores.
    Dentre todas as pessoas que conheço não existe ninguem mais competente do que ela para falar sobre inclusão ou qualquer assunto relacionado a gente.
    Gostaria de manter contato.
    Abraços
    Leonor
    Leonor

  16. Ferrari,
    Patrus é isto. Grande gestor e excelente pessoa. Nós mineiros sentimos bem em ver a atuação responsável e comprometida de Patrus com a efetivação da assistência social como direito e política pública. Cumprimento a voce por reconhecer o impacto da atuação do Patrus para a nossa amada nação brasileira. Cidadania em prática e ação engradece o Brasil.
    Dolores

  17. Ferrari,
    Cometi um baita erro de Português nos comentários enviados ao seu blog sobre o texto “Patria Amada mãe gentil”.Reconsidere a ultima frase do comentário como:- Cidadania com prática, ação planejada, metas e objetivos coerentes engrandecem o Brasil. Sempre na pressa digital, sem revisão de texto e até mesmo em minha oralidade comento pecados incríveis de concordância verbal. Pobre português da dolores !
    dolores

  18. Parabéns pelo belo site, gostei muito! Venha conhecer o meu: Pousada Fazenda da Barra, http://www.fazendadabarra.com Fica no Vale Histórico, Serra da Bocaina, cidade de São José do Barreiro. Hotel fazenda em casa do ciclo do café, século XIX, com piscina de água natural, ecoturismo, cavalgadas ecológicas, trekking, cachoeiras, ruínas históricas e muito mais…

  19. Ferrari,
    Preciso imensamente que voce me responda: A escola especial pode ou não ser uma escola pertecente ao sistema regular de ensino? Ser autorizada a funcionar com a oferta de nível e etapa de ensino da educação básica. Pode Favorecer convivências, aprendizagens, acesso ao conhecimento, inclusão ou nâo? O instituto São Rafael de BH, tem uma escola especial com oferta de ensino fundamental. No meu entender esta escola garante a opção de pessoas cegas em estudar lá ou numa escola comum. Inúmeros cegos que lá estudaram confirmam para mim que á escola especial deste instituto favorece a inclusão. Por favor, por ser escola uma escola organizada para atender a um determinado público a torna exclusora.? Porque então a Lei 7853/89 mandou no seu artigo 2° inciso III inserir as escolas especiais no sistema regular de ensino. Porque no site do Mec esta lei esta alterada sem ter sido alterada?
    Dolores
    Preciso de sua opinião.
    Dolores

  20. Olá, Ferrari, como vai?

    Tomei a liberdade de publicar o perfil que fiz sobre você em meu blog http://miagalvez.blogspot.com/. Também fiz um link para divulgar o seu blog, pois gostei muito do que li aqui e, principalmente, do trabalho que você realiza.

    Obrigada por ter me dado a oportunidade de te entrevistar e, mais ainda, de conhecer um pouquinho da sua vida.

    Abraços!

  21. Estimado presidente do CNAS Carlos Ferrari
    Não é todo conselho que pode ter um(a) Ferrari no seu comando! Ler o seu blog tornou-me mais seu amigo ainda. A meneira como voce escreve e descreve as situações nos coloca em sintonia com uma linda alma! Um olhar com o coração em tudo que faz!
    Parabéns e que 2011 seja o ano das nossas maiores realizações!
    Abraço grande
    Araujo

  22. Salve salve Carlos Ferrari,
    aprendi muito contigo, lutamos pelos direitos de acessibilidade e não podemos parar !

    Carlos Ferrari é exemplo de força e luta !

    Parabéns !

    Igor Goulart

  23. Caro colega!!

    Ontem a noite, estava mudando os canais da tv, procurando algo interessante para assistir, derrepnte uma grande surpresa, você, sendo entrevitado na “REDE VIDA” à partir de então comecei a ouvi-lo de uma forma especial, afinal de contas acabo de me tornar uma assistente social e estes programas são de grande valia para mim. Quero dizer que o admiro muito, pela sua inteligência e humildade, quero ter o prazer de conhecê-lo pessoalmente algum dia, parabéns pela sua história pela pessoa que você.

  24. Prezado Ferrari,
    foi uma grata satisfação conhecer você.
    Talvez seja este o melhor lado da Internet: aproximar as pessoas e reforçar o nosso sentimento de pertencer ao mundo e de que podemos contar com a força de braços amigos.
    Conte sempre comigo e parabéns pelo blog.
    Fraterna abraço.
    Gerivaldo.

  25. Prezado Colega,
    Tive a satisfação de ouvi-lo em palestras na Conferência Estadual em Sinop-MT e novamente em Brasília.
    É admirável sua forma de falar e o modo com que trata as novas tecnologias com tal destreza, se me deixar fazer uma analogia e utilizar de uma metáfora para descrever o porque ainda temos em nosso Planeta, digo de forma mundial e não apenas localmente, um desdém por causas inclusivas…
    Pois bem, c ilustração monta às conversas de botequim, onde nós homens chegamos a conclusão que mulheres bonitas e inteligentes dão medo, com apenas um atributo são desejáveis…
    Vocẽ e tantos outros, que se destacam mesmo frente às vicissitudes, dão medo, sim, dão medo em nós, (ditos normais).
    Chegam nos doer pensamentos do tipo: se ele conseguiu, porque não eu?
    Não paramos para pensar que durante grande parte de sua vida lutou para driblar sua deficiência, para só então começar a lutar por adquirir conhecimentos… nos sentimos nós os deficientes.

    Carlos, falei contigo em dois episódios, ambos foram para mim, iniciante da área social, de grande valia.
    Quem o viu gerir uma plenária cheia, sabe que a deficiência não está em seus olhos, muitas vezes está em nossos corações.

    Um abraço!

  26. Prezado Carlos Ferrari,
    Passo por aqui para, ao cumprimentá-lo com grande satisfação, dizer que foi uma honra compartilhar consigo os momentos de reflexão na Mesa 4 do Seminário sobre Acessibilidade promovido pelo TCU, durante a manhã deste 13/09/2012.
    Saiba que minha vocação é somar esforços em favor da plena emancipação das pessoas com deficiência no Brasil, em especial, e de todos aqueles que sofrem algum tipo de exclusão social.
    Mandar-lhe-ei por e-mail o texto revisado e referenciado da Palestra que proferi na ocasião e sob o seu qualificado testemunho.
    Juntos, sempre, pelo bem do Brasil!
    Avance na causa de ocupação de mais e mais espaços no setor público quanto no setor privado.
    As próximas indicações ao Supremo Tribunal Federal reclama a chance para que um de nós se eleve ao posto de Ministro da mais alta Corte de Justiça no país, para fazer a diferença e começar, de fato, a interferir positivamente na construção de uma Jurisprudência indisfarçavelmente compatível com a Convensção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência e com a igualdade.
    Forte abraço a vc e aos seus inúmeros leitores, irmanados na causa da cidadania participativa.
    Tudo de bom,
    Roberto Wanderley Nogueira (Recife)
    http://lattes.cnpq.br/0179326544123326

  27. Parabéns
    Gostei muito.
    Uma pergunta, Como faço para adentrar aos grupos de WhatsApp. Obrigado
    Outra coisa que eu observei no seus textos é sobre um grupo de equipamentos Apple , eu tenho um MacBook estou apanhandou muito com ele, se você puder me orientar esse grupo ficarei grato obrigado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *