O Brasil não sabe o que quer. E você? – Parte III

Por Carlos Ferrari - Atualizado em: terça-feira, Fevereiro 24, 2015 - Compartilhe/Salve - Deixe um comentário

Bandeira do Brasil

Chegamos ao fim desta série de textos repletos de temas que nos desafiam a formar opinião. São os últimos quatro eleitos que, se mais explorados, ofereceriam um ilimitado leque de possibilidades.

  1. Segurança pública

Este é daqueles assuntos que quando começam ganham desdobramentos intermináveis, porém sempre com abordagens superficiais e distantes de qualquer possibilidade imediata da resolução de problemas. A violência nos centros urbanos do Brasil mata mais do que muitas guerras iniciadas e já findadas ao redor do mundo. Pena de morte, redução da maioridade penal, mais polícia nas ruas. Vejam que as ideias exaustivamente debatidas pelos leigos e/ou pelos entendidos ”do riscado”, se mostram frágeis e não nos dão qualquer esperança de dias melhores. Nossos atuais mandatários de esquerda, direita ou orientação política indefinida, não tratam do assunto à altura do que se necessita e a sociedade, tampouco, debate com a profundidade que a urgência exige. Que ansiamos por segurança é fato. Mas que caminhos esperamos que sejam tomados para que se avance com velocidade neste sentido?

  1. Crise hídrica e energética

Nunca se ouviu tanta gente debatendo a seca na cidade de São Paulo ou possíveis futuros apagões pelo Brasil. Me perdoem o trocadilho infeliz, mas não dá para perder a piada. O que se passa, de fato, é que ‘caiu a ficha’ que se corre o risco real da água não bater onde se costuma dizer no dito popular. Mas, isto posto, faz-se necessário ultrapassarmos a fase de debates sobre os culpados desse caos para começar a defender propostas e soluções imediatas e de longo prazo para os problemas. Usinas de dessalinização? Termoelétricas? Transposição de rios? Energia nuclear? São possibilidades para todos os gostos e acredito que buscar entender um pouco mais sobre cada uma delas possibilitaará ao povo brasileiro botar isso na  pauta de debates das próximas eleições como assuntos prioritários. Daí em diante é lutar democraticamente para que o melhor projeto de país saia vencedor, afastando de vez os fantasmas que já deveríamos ter combatido há décadas atrás.

  1. Casamento gay

Eu disse no início dessa série que não iria emitir opinião, pois o que espero é provocar reflexões. Contudo, ao chegar neste tema, não posso deixar de dizer que entendo como surreal ainda existirem impedimentos sociais e legais para que pessoas possam viver juntas, se amando e sendo felizes. Pior ainda é a hipocrisia que permeia este debate, pois na contramão do que pregava o grande Paulo Freire, pessoas com discursos aparentemente modernos e progressistas acabam protagonizando em suas vidas pessoais e profissionais uma prática conservadora e preconceituosa. Conhece alguém assim?

10. Corrupção

Muita gente acha que corrupto só existe na política e só se vê na televisão. Infelizmente isso cria a falsa sensação que o problema é distante e que a culpa está sempre no outro. Se fizermos uma pesquisa tenho a impressão que uma esmagadora maioria da população se colocaria contrária e indignada diante das ações de corrupção. Mas também imagino que se o mesmo instituto de pesquisa desenvolvesse uma metodologia para identificar pequenos hábitos de legalidade duvidosa, chegaríamos a  números constrangedores. Achismos à parte, acredito que o Brasil pode sim dizer não à corrupção, porém o povo precisa decidir que sim.

Qual a sua opinião?

Posted in Meus textos, Trocando Idéias • Tags: , Top Of Page

Assine nosso newsletter!  

Digite seu endereço de email address:

Um e-mail de confirmação será enviado para sua caixa postal; responda a este e-mail de confirmação para participar. não fornecemos o cadastro para anunciantes nem mandamos "spam" ou "e-mail marketing".

 

 

Escrever um comentário